Em 28 de setembro o Primeiro Tribunal de Malatya Criminal emitiu um veredito no julgamento por homicídio de Malatya Zirve relacionado com o assassinato de três cristãos em Malatya em 2007.

Os cinco autores – pegos em flagrante na cena do crime – receberam três penas de prisão perpétua consecutivas, a dois militares foram dadas sentenças de 13 anos e 9 meses, e 14 anos 10 meses e 22 dias; dezesseis outros réus foram absolvidos.

Apesar de serem penas de prisão perpétua, os autores não foram presos ou detidos, para consternação das famílias e amigos das vítimas. O limite legal de detenção aguardando o julgamento é de cinco anos. Os acusados já cumpriram seu tempo, e desde que o caso agora se desloca para o Tribunal de Recurso eles não podem ser detidos.

Pastor Ihsan Ozbek, presidente da Associação das Igrejas Protestantes da Turquia (TeK), emitiu um comunicado de imprensa sobre o veredito.

Os Cristãos na Turquia pedem oração para que:

  1. A motivação e os maquinadores por trás desses assassinatos sejam revelados;
  2. O processo de revisão do veredito prossiga sem problemas, e que o veredito de culpado seja mantido.

Fonte: Middle East Concern